A Vilma

Vilma Alimentos destaca expectativas para 2013

  • Data 25/01/2013
  • Data Termos relacionados:

Em 2012 a economia brasileira vivenciou altos e baixos. Ainda que o governo federal tenha se empenhado em estimular o crescimento da economia, reduzindo o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), por exemplo, o que os pesquisadores e estudiosos da área apontaram foi um fraco avanço quanto a investimentos no país em diversos setores.

Ainda assim, 2013 chegou otimista para algumas indústrias, como no caso da alimentícia, da qual se enquadra a Vilma Alimentos. A reação econômica, muito bem-vinda, acontece devido ao aumento da renda da população em geral e, por conseguinte, a redução da taxa de desemprego. Isso e outras questões fomentam a economia do setor alimentício, gerando excelentes expectativas de mercado.

Destaque nacional no mercado alimentício, a Vilma Alimentos abrange um nicho de negócios com amplitude, mas a qualidade dos produtos oferecidos, que cria verdadeiro laço com os consumidores, é que aumenta a segurança para investir em novidades e fazer a Vilma vislumbrar novos mercados.

Para o gerente nacional de marketing da Vilma, Eugênio Almeida, o momento é propício para se explorar novos negócios. “Em 2013 vamos buscar novos mercados, explorando negócios adjacentes a fim de diversificar nossa linha de produção”, confirma o gerente.

A Vilma Alimentos trabalha para o crescimento de 6% a 7% (descontando a inflação), o que significa o dobro da expectativa do PIB (Produto Interno Bruno) Nacional. De ouvidos sempre atentos ao desejo dos consumidores, a Vilma prepara o lançamento de novos produtos e para solidificar ainda mais alimentos já tradicionais na mesa das famílias brasileiras.




ESSE CONTEÚDO FOI ÚTIL PRA VOcÊ?

SIM NÃO

DEIXE UMA RESPOSTA